Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2005

Embaixadora ou embaixatriz?

A Drª Ana Gomes foi em anos recentes o representante do grau mais elevado de Portugal na Indonésia. Foi embaixadora na Indonésia. Se esse cargo tivesse sido desempenhado por um homem com quem a Drª Ana Gomes fosse casada, então ela teria sido embaixatriz na Indonésia.

Embaixador tem dois femininos – embaixadora e embaixatriz – com significados diferentes. Embaixadora designa mulher que exerce funções de embaixador, emissária, enviada, mensageira. Embaixatriz significa esposa de embaixador.

Como só recentemente o cargo de embaixador começou a ser desempenhado por mulheres, a palavra embaixadora parece estranha. No entanto, trata-se dum termo que já aparece num dos autos de Gil Vicente.

Se bem me lembro, uma pessoa dirigiu-se a um jornal e perguntou se a palavra embaixadora se devia ao acordo ortográfico.

O acordo ortográfico provoca em muitas pessoas, algumas de elevada cultura, as conclusões e dúvidas mais absurdas. O acordo ortográfico ainda não está em vigor. Por isso, não é responsável por qualquer nova palavra ou expressão. Ele simplesmente estabelece como as palavras se escrevem. Não altera o seu significado, o seu uso ou a sua pronúncia. Assim, depois de o acordo entrar em vigor passaremos a escrever adotar em vez de adoptar e seleção em vez de selecção, mas continuaremos a dizer adòtar e selèção.

O acordo ortográfico estabelece regras sobre a ortografia das palavras, isto é sobre o modo como se escrevem - só isso e nada mais.
publicado por João Manuel Maia Alves às 09:17
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De João Carlos Reis a 27 de Janeiro de 2016 às 14:17
Por este pequeno texto se vê que se as palavras para significados diferentes convém serem grafadas de forma diferente e pronunciadas de forma diferente… Ora o que este aborto faz é que hajam cada vez mais palavras homógrafas e homófonas… e viva a simplistificação…
O facto do vocábulo «embaixadora» já aparecer num dos autos de Gil Vicente é uma excelente justificação para as diatribes do aborto…
«O acordo ortográfico provoca em muitas pessoas, algumas de elevada cultura, as conclusões e dúvidas mais absurdas.» Infelizmente é uma grande verdade… é também por causa disso que o aborto existe…
«O acordo ortográfico ainda não está em vigor. Por isso, não é responsável por qualquer nova palavra ou expressão.» Pois… mas é um grande responsável para que vocábulos e/ou expressões deixem de ser utilizadas… o que, como todos sabem, provoca o enriquecimento do Idioma…
«Ele simplesmente estabelece como as palavras se escrevem. Não altera o seu significado, o seu uso ou a sua pronúncia. Assim, depois de o acordo entrar em vigor passaremos a escrever adotar em vez de adoptar e seleção em vez de selecção, mas continuaremos a dizer adòtar e selèção.» É isso mesmo… mas será que, por exemplo, os brasileiros sabem disso desde que retiraram as ditas consoantes mudas de muitos dos seus vocábulos???????


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Convite

. Acordos de 1990 e 1945

. Boas notícias

. Notícias do acordo ortogr...

. Ortografia – uma convençã...

. Reformas ortográficas

. São Tomé e Príncipe ratif...

. Contracções incorrectas

. Guiné-Bissau e Acordo Ort...

. Cimeira e acordo ortográf...

.arquivos

. Maio 2010

. Março 2008

. Novembro 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds