Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2006

Hífen (3)

Estabelece o acordo ortográfico que o hífen se usa na tmese. Que diabo de coisa vem a ser a tmese?

Reparemos na palavra “ver-te-ei”. Abriu-se um buraco no meio de “verei” e meteu-se nele o pronome “te”. O “te” fica ensanduichado, entre duas metades de “verei”. Temos aqui um exemplo de tmese, a intercalação de formas pronominais em formas verbais.

Qual a necessidade de se falar em tmese? Não bastava dizer que o hífen se usa em palavras como “amá-lo-ei” e “enviar-lhe-emos”? Não apregoa este blogue o não uso de termos complicados?

Na devida altura será fornecido o texto do acordo ortográfico e da sua nota explicativa ou se dirá onde se podem obter. Este blogue dará até lá o significado de termos técnicos usados nos dois textos, como é o caso de “tmese” para que os leitores os possam compreender.

Outro termo usado no texto do acordo a propósito do hífen é “ênclise”. “Amá-lo”, que se pronuncia “amalo”, é um exemplo de ênclise. “Lo”, que é átono, isto é, sem acento tónico, junta-se na pronúncia a “amá”. Outros exemplos são “dá-se”, “deixa-o” e “partir-lhe”. Cada um destes pares forma um todo em termos de pronúncia. Os espanhóis não usam hífen em casos semelhantes. Mais práticos que nós, escrevem “servirle” e “darme”, por exemplo.

Reparemos nas frases “ele quer o livro; ele quere-o para estudar inglês”, “ele requer o adiamento”, “ele requere-o amanhã”. O hífen usa-se nos casos em que existe ênclise, isto é ligação na pronúncia à palavra anterior, mas acrescenta-se um “e” no fim do verbo. Em “ele quere-o para estudar inglês” a pronúncia de “quere-o” é “kéreo”, o que justifica o “e” final da forma verbal.

Usa-se também o hífen em palavras como “eis-me” e “ei-lo” e formas pronominais do tipo “no-lo”, “vo-las”, como, por exemplo em “esperamos que no-lo comprem”.

Estas regras não alteram nenhuma disposição da ortografia em vigor.

João Manuel Maia Alves
publicado por João Manuel Maia Alves às 08:43
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Convite

. Acordos de 1990 e 1945

. Boas notícias

. Notícias do acordo ortogr...

. Ortografia – uma convençã...

. Reformas ortográficas

. São Tomé e Príncipe ratif...

. Contracções incorrectas

. Guiné-Bissau e Acordo Ort...

. Cimeira e acordo ortográf...

.arquivos

. Maio 2010

. Março 2008

. Novembro 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds